contato@baumier.com.br | Phone: +55 11 4332 3280 | Fax: +55 11 4332 7640

Contato
1000 characters left
Select

Soluções de Comunicação para Redes Industriais   

10 Julho 2017

Como configurar uma VLAN nos switches Hirschmann

De maneira simples, uma LAN Virtual (VLAN) consiste em se criar um grupo de participantes em um segmento de rede que comunicam entre si como se participassem de uma LAN diferente. Em outras palavras nada mais é do que a criação de uma rede lógica dentro de uma mesma rede Local, por meio da criação de grupos de comunicação que só irão se comunicar de acordo com um determinado critério utilizado (Tráfego, Departamento ou grupos de dispositivos), sendo que essa comunicação obrigatoriamente passará por um dispositivo responsável pelo controle do tráfego entre as distintas VLANS - o switch.

Os benefícios mais importantes das VLANs são:

Limitar o tráfego da rede 
As VLANs reduzem consideravelmente o tráfego de pacotes desconhecidos de broadcast, multicast e unicast.

Flexibilidade
Você tem a opção de formar grupos de usuários de forma flexível com base na função dos participantes e não na sua localização física.

Facilidade na Manutenção
As VLANs dão às redes uma estrutura mais clara e facilitam no momento da manutenção.

Exemplo de configuração de VLAN utilizando switches Hirschmann:

Ao configurar as VLANs, você cria regras de comunicação para cada porta que você inseriu nas tabelas de entrada (Ingress) e de saída (Egress).

A tabela de entrada define qual VLAN ID o frame Ethernet receberá ao entrar pela porta do switch. Nesse exemplo a configuração ficará da seguinte forma:

Ao terminar confirme com o botão SET

  1. A tabela de saída define em qual porta do switch é permitido o trafego de determinada VLAN.
    Remover as portas 6, 7 e 8 da VLAN 1;

  2. Criar novas entradas de VLAN através do botão Create

  3. Configurar a Vlan correta para as portas de acordo com a definição abaixo:
    • U – Untagged – O Frame Ethernet deverá sair do switch sem o TAG de Vlan ID. Normalmente utilizado para comunicar com dispositivos terminais.
    • T – Tagged – Nas portas de uplink o TAG do Vlan ID deverá ser mantido. Normalmente utilizado na comunicação entre switches.

Ao terminar confirme com o botão SET.

Não esqueça de salvar a configuração na memória Flash do switch para evitar que a configuração seja perdida em caso de desernegização do switch.